Fundamental registrar os riscos pois, como diria a lei de Murphy, "Se alguma coisa pode dar errado, com certeza dará".

O registro dos riscos é feito principalmente, no processo Identificar os riscos, mas, é sempre revisado de acordo com a criação de novos planos.

Por exemplo: Sempre se identifica riscos específicos em relação ao serviço a ser contratado, quando cria-se o plano de gerenciamento de aquisições.

Ele é atualizado conforme os outros processos de gerenciamento dos riscos (análise qualitativa, quantitativa, planejar as respostas aos riscos e monitorar e controlar os riscos) são conduzidos, resultando em um aumento no nível e no tipo de informações contidas no registro dos riscos ao longo do tempo.

Processos relacionados:

Saída de:

Veja também

Exemplos de Projetos:

Templates/Modelos:

 

 

 

Sobre o Autor

eduardo

Eduardo Montes, PMP, PSM I

Fundador e PMO da escritoriodeprojetos.com.br que possui o melhor e mais completo conteúdo gratuito sobre projetos do Brasil e apoia na capacitação de 70.000 usuários.

Entregou 443 projetos, implantou 15 Escritórios de Projetos e ministrou 107 cursos sobre gestão de projetos.

Especialista em Escritório de Projetos, Gestão de Portfólio de Projetos e na capacitação de Gerentes de Projetos.

Certificado PMP desde 2005 & PSM I pelo Scrum.org.

Mestrado em Administração de Empresas pela EAESP-FGV.

MBA Exchange pela University of North Carolina at Chapel Hill.

Bacharelado em Ciência da Computação pela UFSCar.

Missão de capacitar as pessoas e as empresas a terem sucesso em seus projetos.

Autor dos Livros da série escritoriodeprojetos.com.br:

Entre em contato Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou conecte-se no LinkedinFacebook ou Instagram.