Por que o consumo consciente é tão importante agora?

Fomos chamados a fazer uma parada forçada, estamos todos isolados, em nossas casas, deixando para trás a vida que costumávamos a chamar de “normal”. E será que um dia ela voltará a ser como era antes? Especialistas na área de saúde dizem que deve demorar um bom tempo para voltarmos àquela configuração vivenciada até então, e, esse momento de parada nos convida a olhar para esse tempo como uma oportunidade de transformação em muitos aspectos, inclusive, no modo como nos relacionamos com o planeta, e de como o nosso padrão de consumo afeta esse organismo vivo que habitamos, o planeta Terra.

Desde que a pandemia paralisou o mundo e consequentemente a atividade econômica global, temos notícias de que a China e Estados Unidos estão com o ar menos poluído (1), os canais de Veneza, na Itália (2), com muitos tons de azul e peixes, animais de variadas espécies voltam às ruas das cidades pelo mundo, no Japão, Tailândia, Espanha (3). O que isso claramente quer nos mostrar? Com a parada forçada da economia, a Terra teve uma trégua, e quem sabe, a possibilidade de se regenerar dos danos causados pela atividade econômica e produção que visa satisfazer a nossa demanda de consumo, incluindo todos os setores da indústria. Por quanto tempo essa regeneração? Isso dependerá do nosso ritmo de consumo.

E por que é tão importante incluir a moda nessa discussão?

A indústria da moda é uma das maiores poluidoras do mundo (4), ou seja, se mantivermos a demanda de consumo estabelecida enquanto levávamos aquela vida “normal”, muito possivelmente, a Terra entrará em colapso dentro de poucos anos, e durante essa pandemia, estamos vivenciando uma amostra do que pode ser um colapso global. A culpa do surgimento do vírus é atribuída a nossa demanda de consumo? Não! Mas, acredito que se combatermos em nós o “vírus” do consumo desenfreado, será uma forma, primordialmente, de evitarmos outros colapsos e garantirmos uma melhor qualidade de vida. Afinal, embora forçadamente, estamos tendo a chance de reavaliar nossos estilos de vida e estamos percebendo que, para viver, não é preciso tanto, mas é preciso estar bem. É o que queremos, certo? Uma relação saudável com o planeta que nos serve de morada, cuidar do que já possuímos, adquirirmos com consciência, viver em harmonia com o próximo. São pequenas mudanças de comportamento que partem do individual, vão tomando força e se expandindo, para que ao final, seja um grande movimento, uma grande revolução.

Preparados para começarem mais essa?

Crianças e a moda consciente

Litros de agua em uma calca jeansPor que é tão importante começar pelas crianças? O assunto sustentabilidade está inserido na escola há muito tempo, a importância de não poluir e reduzir o consumo de água, a redução do uso de produtos plásticos, minimizar o consumo de energia elétrica, “formas verdes” de produção, mas, a moda não estava inserida nesse contexto, apesar dessa indústria ser uma das mais poluentes do mundo, e do vestuário estar presente desde o nosso primeiro dia de vida. Quantos litros de água são utilizados na produção de uma camiseta ou uma calça jeans?

Essa peça de roupa foi produzida em condições justas de trabalho? Entender o processo produtivo, um ciclo de uma peça de roupa, faz com que tenhamos conhecimentos que serão utilizados como ferramentas para fazermos melhores escolhas na hora de decidirmos pela compra ou não de mais um item para o nosso guarda-roupa. Particularmente, eu acredito muito na força de crianças e adolescentes como potenciais agentes de transformação (é só pensar em Greta Thunberg), porque eles têm energia e curiosidade para aprenderem sobre uma infinidade de assuntos, e uma vez esses conhecimentos adquiridos, eles são menos resistentes em adotar novos hábitos, atuando também como propagadores de bons hábitos, e essa última peculiaridade, acaba nos motivando a nos engajar também, a sermos melhores como pessoas e cidadãos, como pais e educadores. Começar pelos mais jovens, ao meu ver, é a maneira mais eficiente de disseminar novos comportamentos. São pequenas mudanças que fazem com que, ao final, tenhamos um grande movimento em direção a padrões de consumo mais saudáveis para nós e para o meio ambiente, uma mudança sistêmica e sustentável.

A seguir, algumas sugestões de atividades que eu já fiz com meus filhos.

Moda consciente em família

Atividades em casa com as crianças, com detalhes:

Confecção de uma máscara de proteção usando uma camiseta usada, sem máquina de costura

Clique para ver o passo a passo para fazer sua máscara. Sugestão de idade: (a partir de 9 anos);

Edita armário

Limpa no guarda-roupa/ métodos: separar por estação, separar o que não serve, o que precisa ser consertado, o que é para doação ou venda, o que não tem conserto, poderá ser ressignificado?, (a partir de 10 anos);

Clique para abrir o guia descomplicado com o passo a passo para editar seu armário 

.

 

Roupas tem histórias?

Peça para uma criança eleger uma caixa para guardar aquelas roupas especiais das quais ela não irá se desfazer, porque elas contam a história dela, e talvez porque ela queira guardá-las para uma pessoa especial, quem sabe filhos! Por que não? Eu as chamo de memo-roupas, (a partir de 6 anos);

 

.

 

Elaboração de um croqui de roupas e as perguntas

1. Você conhece o processo produtivo de uma peça do vestuário?;

2. Vamos pesquisar? Por que é importante conhecer? Só tomamos as melhores decisões de consumo se estivermos bem informados. (a partir de 8 anos)

 

 Foto Beto Jeon

.

 

Vista-se com minha história

Das peças separadas para doação, a criança consegue enxergar alguma que poderia ser destinada a alguém de quem ela goste muito e que gostaria de presentear? Dá para fazer uma cartinha bem fofa contando a história dela com a peça, e dizendo o porquê ela gostaria de presentear a pessoa eleita (a partir de 7 anos).

 

 Foto Beto Jeon

 

 

Atividades em casa com as crianças (link com detalhamento em breve):

Confecção da máscara de proteção: absolutamente sem costura! (a partir de 10 anos);

Customização de uma peça de roupa, estender o tempo de vida de uma peça do armário, (a partir de 10 anos);

Troca de uniformes escolares: uma atividade possível de fazer on-line e que, além de ser uma atitude de consumo consciente, poderá também ajudar no orçamento familiar. Convidar os pais interessados para troca formarem um grupo em um aplicativo de mensagens, disponibilizando uma lista de itens para doação, e também uma listinha de interesses, e a partir daí, organizar as trocas, (a partir de 10 anos);

Entrevista por telefone: pedir para a criança ligar para os avós, tios, alguém que seja mais velho e perguntar: Como eles se vestiam quando eram crianças? Com qual frequência compravam roupas? Quando as roupas não serviam mais, havia o hábito de emprestar as roupas para as crianças mais novas da família, eram revendidas, doadas? Você tem alguma roupa especial guardada desta época? Você tem o hábito de comprar peças de segunda mão, se não tiver, por que? E peça que o entrevistado lhe envie uma foto. (a partir de 9 anos).

 

Colaboração na elaboração das atividades e classificação por faixa etária da pedagoga Katia Ferreira Contin, N.R.I. Ursinho Pimpão https://www.instagram.com/colegio_kfc/

Referências bibliográficas

Alinhavos O futuro do planeta está no seu guarda-roupa

Autora: Alessandra Ponce Rocha

Vendido na Amazon, na Panda Books e nas melhorias livrarias. 

 

 

  1. https://veja.abril.com.br/mundo/quarentenas-e-restricoes-reduzem-poluicao-na-italia-china-e-em-ny/
  2. https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/ansa/2020/03/16/quarentena-deixa-agua-dos-canais-de-veneza-cristalina.htm
  3. https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/por-que-animais-estao-invadindo-as-cidades-durante-quarentena-24042020
  4. https://epocanegocios.globo.com/Tecnologia/noticia/2019/03/na-moda-o-passado-nos-condena-mas-o-futuro-nos-redime.html

 

Sobre a Autora

 

alessandraponce

Foto Beto Jeon

Alessandra Ponce Rocha

Como pode uma estilista pregar o consumo consciente? 

É o único caminho viável, é o novo caminho, para onde acredito que irá toda a nova geração de designers.  

Criar para durar, com a mensagem do valor do produto e do seu impacto ambiental. Essa é a minha paixão! 

Criar produtos funcionais, com design atemporal e alinhados com o minimalismo chique e principalmente poder ajudar a formar uma geração de novos e conscientes consumidores. 

Em 2019, publiquei: “Alinhavos – O Futuro do planeta está no seu guarda-roupa”, o primeiro livro de consumo consciente de moda publicado no Brasil, destinado ao público infantojuvenil, e 
tenho direcionado meus esforços para trabalhar junto às escolas e famílias porque eu acredito muito na força de crianças e adolescentes como potenciais agentes de transformação. 

Clique para conhecer meu mini cv ou para saber mais sobre mim ou para me seguir no Instagram.

 

 

 

 

ARTIA

Publicidade