Escritório de Projetos

O maior conteúdo gratuito de gerenciamento de projetos do Brasil

0
0
0
s2smodern

O Guia PMBOK® define em seu glossário:

"Análise de premissas / Assumptions Analysis [Técnica]. Uma técnica que explora a exatidão das premissas e identifica os riscos do projeto causados pelo caráter inexato, inconsistente ou incompleto das premissas." (PMI, p. 439).

Na verdade, a análise de premissas é não só uma investigação da exatidão de sua formulação, mas também da segurança que a equipe do projeto, patrocinador e outras partes interessadas têm desta premissa. Por exemplo: "Não vai chover durante a pintura externa" é uma premissa exata, consistente e completa, que pode ter sido assumida na estimativa de esforço e tempo para a conclusão de um projeto de reforma de uma casa, mas que pode ser de grande incerteza.

Algumas premissas podem ser mapeadas em compromissos de determinadas partes interessadas, quando uma parte interessada assume a responsabilidade formal por garantir esta premissa (às vezes com sanções associadas). P.ex., quando o Patrocinador se compromete a fornecer as informações e disponibilizar os representantes de sua organização necessários ao processo "Coletar os requisitos".

O termo "compromisso" aparece 13 vezes no Guia PMBOK® (4.a edição) mas não está descrito no seu glossário. Talvez por que tenha sido considerado como um termo "cujo uso em gerenciamento de projetos não difere muito do seu uso rotineiro (PMI, p. 415)".

Uma representação indireta do conceito de "compromisso" no Guia PMBOK® consiste em representar a realização do compromisso por uma parte interessada como uma premissa na declaração de escopo, e associar a esta premissa o risco do não cumprimento deste compromisso. Este risco pode ser tratado, por exemplo, com uma sanção formalizada em contrato contra a parte interessada que assume o compromisso de garantir esta premissa. (veja também PMI, p.303).

Outra forma de transformar premissas em compromissos (neste caso, do Patrocinador) é incluir na declaração de escopo afirmação ao Patrocinador de que o processo "Realizar o Controle Integrado de Mudanças" será acionado caso alguma das premissas constantes da declaração de escopo não sejam mais válidas em algum ponto do projeto. Ao escrever assim, a equipe de gerenciamento está declarando que o Patrocinador é responsável por (i.e., tem o compromisso de) confirmar ou garantir estas premissas formalmente declaradas, mas, repare: Nem todo Patrocinador reconhecerá isto como um compromisso seu. Supor que o seu Patrocinador entendeu como você, que ele assumiu este compromisso e que concordará com os impactos de futuras mudanças são também premissas, ou seja, fontes de riscos, que devem ser identificados, avaliados e tratados com ações preventivas ou de contingência, e nem sempre transferir o risco para o Patrocinador será uma resposta aceitável.

A seguir: "Expectativas, Requisitos, Critérios de aceitação, Restrições, Premissas".

Conheça melhor Fernando Dias e veja seus outros artigos e contribuições para nossa Comunidade de GPs.

Saiba mais

Tem alguma dúvida sobre gerenciamentos de projetos? Pergunte ao PMO
Blog de gerenciamento de projetos
Gestão eficiente de projetos
O Guia do GP
Metodologia PMO
Processos de gerenciamento de projetos
Entradas, Ferramentas e técnicas e Saídas dos Processos do Guia PMBOK®
Exemplos de Projetos
Aqui, o Gerente de Projetos...
Modelos/Templates de Gerenciamento de Projetos
Fórum de Discussão sobre os templates

 

itmplatform

Login

Online